O Mercado de Coworkings e a Nova Lei de Terceirização


Artigo 03


Aprovado pela Câmara dos Deputados no mês passado, o Projeto de Lei que permite a ampliação da terceirização para todas as atividades vem causando debates e mudanças por todo o país. Como uma dessas principais tendências, está o surgimento de novas empresas, que precisarão de um espaço físico ou mesmo um endereço jurídico para sua atuação.

Diante dessas duas opções, o Coworking se apresenta como principal solução, o que indicia crescimento e melhorias no mercado. Além do espaço compartilhado a baixo custo, o Coworking é responsável pelos cuidados administrativos que, muitas vezes, não estão entre as experiências do novo empresário, além da necessidade por endereço jurídico.

Para as novas empresas que surgem com a possibilidade de terceirização, as vantagens são muitas ao se adotar um Coworking. Manutenção, atendimento, limpeza e aluguel, que poderiam se tornar um pesadelo, não são um problema; assim como o isolamento e a improdutividade que muitas vezes atingem os home officers.