Você sabe o que é economia compartilhada?

Você sabe o que é economia compartilhada?

É uma forma de consumir bens e serviços de maneira mais eficaz e econômica pois utiliza-se de recursos que já existem por meio do compartilhamento. Ou seja, ao contrário do modelo econômico tradicional, na economia compartilhada não se cria algo novo, apenas se utiliza melhor os recursos já disponíveis que por algum motivo estão ociosos ou são pouco aproveitados.

O que deixa claro que não há necessidade de se comprar ou vender algo para se beneficiar dele, inclusive economicamente falando, pois para que comprar um carro se você pode pegar uma carona para se locomover na cidade ou viajar? Para que comprar uma roupa nova que você irá usar somente uma vez na vida se você pode emprestá-la por um preço acessível?  Ou ainda, por que ficar em um hotel caro se você pode se hospedar na casa de alguém com todo o conforto por um valor mais em conta?

A economia compartilhada se baseia na troca de serviços ou bens, e acontece de forma horizontal pois são pessoas comuns fazendo negócios, trocas de produtos ou serviços diretamente entre si. Muitas vezes, essas transações nem envolvem dinheiro como no caso da troca de bens ou serviços. Por outro lado, apresenta-se como um mercado promissor de alta lucratividade, uma vez que amplia o número de pessoas oferecendo e buscando produtos e serviços.

Influência tecnológica

Reparou que nos últimos anos, conforme a tecnologia vem sendo aprimorada, mais a economia compartilhada se desenvolve? Isso porque a base da economia compartilhada é a própria tecnologia.

Quantas são as plataformas e aplicativos que você conhece que se utilizam do compartilhamento de bens e serviços? Quem nos dias de hoje nunca ouviu falar ou até mesmo já não usou os serviços de transporte da Uber ou reservou hospedagem pelo Airbnb?

Essas e outras plataformas trouxeram consigo uma nova maneira de as pessoas se relacionarem, produzirem e consumirem, pois, com o auxilio dos aplicativos, todos têm na palma de suas mãos acesso a transportes, rotas, casas, quartos, escritórios e utensílios domésticos compartilhados.

A tecnologia proporcionou a conexão em tempo real de pessoas comuns estejam elas onde estiverem. Por meio de redes sociais e aplicativos podemos ter acesso rápido a novas formas de consumo, sendo possível além de compartilhar bens e serviços, compartilhar informações sobre eles.

Economia compartilhada e sustentabilidade

Quando você compartilha algo torna-se desnecessário sua compra. Diante da lógica do compartilhamento, um dos maiores beneficiados é o meio ambiente pois ao frear o consumo e a produção de novos bens, também, deixamos de extrair recursos naturais e, consequentemente, diminuímos a exploração e poluição da natureza. Assim, poupamos água, minerais, petróleo, etc.

Pense na produção de um carro: quanta matéria prima e poluição a produção de um novo veículo acarreta ao meio ambiente. Se todas as pessoas no mundo comprarem um automóvel o planeta não suportará. Aliás se todos os países adotassem um alto padrão de consumo a exemplo dos Estados Unidos, seria insustentável. O jeito é partir para novos modelos de consumo. Nessa lógica não se deve mais produzir carro e sim compartilhá-los.

Além da questão ambiental, a crise econômica fomentou a busca por alternativas de renda, que se tornou viável graças ao auxílio tecnológico. Utilizando-se da tecnologia pessoas passaram a fazer negócios, dando utilidade para bens que estavam sem uso ou sendo mal aproveitados. Muitos passaram a negociar por meio da permuta, trocando serviços ou produtos.

Isso vem gerando uma verdadeira revolução na forma de consumo e produção, em que o modo tradicional vem perdendo espaço diante das vantagens do modelo compartilhado. Podemos afirmar que a economia compartilhada democratizou o comércio pois as relações entre consumidores e fornecedores se tornaram diretas e rápidas, sem o intermédio de uma grande corporação. Além disso, a mesma pessoa que oferece pode ser também consumidora nessas plataformas.

A relação entre Coworking e Economia Compartilhada

O coworking nada mais é do que uma das vertentes da economia compartilhada. Aqui no Espaço 949, por exemplo as pessoas dividem espaços de trabalho e infraestrutura. Trata-se de escritórios compartilhados por pessoas autônomas, startups e freelancers. É também uma forma de networking pois nesses espaços, além do compartilhamento físico, as pessoas compartilham ideias e negócios.

Nesse modelo todos levam vantagem. De um lado temos o dono do espaço que ganha com o aluguel que pode ser mensal ou por hora de uso. E do outro lado, os profissionais, que não precisam investir grandes capitais para usufruírem de um espaço profissional para o desenvolvimento de seus negócios.

Além disso, o espaço compartilhado do coworking não precisa ser fixo. Por exemplo, um profissional pode se estabelecer em lugares diferentes conforme sua necessidade, mudando de bairro, cidade ou país. 

É uma forma de trabalho autônomo diferente do homeoffice pois propicia o contato real com pessoas diferentes, abrindo novas oportunidades de negócio e criando uma verdadeira rede de colaboração entre pessoas. No homeoffice a pessoa acaba se isolando no seu nicho de atuação, trocando conversas apenas com pessoas diretamente ligadas ao seu negócio. Já no coworking não pois no espaço compartilhado você interage com profissionais diversos, o que possibilita a criação de novas parcerias, clientes e até mesmo amizades.

Conheça o Espaço 949

O Espaço 949 aposta na economia compartilhada como ferramenta para um mundo melhor; capaz de fomentar negócios, ideias e transformar sonhos em realidade. Faça-nos uma visita e descubra as facilidades e vantagens de trazer sua empresa, seu evento, reunião ou treinamento para o nosso Coworking. 

Deixe uma resposta

Fechar Menu